Entradas populares

domingo, 5 de agosto de 2012

nova oportunidade à vida no filme "Os amigos Improváveis"

Título:Amigos Improváveis
género: comédia/drama
duração: 112 min.
Realização: Olivier Makache/ Eric Toledano
Com: François Cluzet, Omar Sy
Baseado numa história verídica que despertou o interesse dos jornalistas e dos escritores, este filme, embora tenha elementos divertidos e um humor lúcido e fresco, tem muito mais de drama do que de comédia. A história de Philippe, um aristocrata sofisticado e Driss, um imigrante senegalês de passado problemático, é uma série de episódios emocionantes que tornou estas duas personagens  em verdadeiros "amigos improváveis".
Após ter sofrido um acidente em que ficou tetraplégico, Philippe procura um enfermeiro cujo perfil seja adequado às suas necessidades. físicas e emocionais. Depois de ter entrevistado vários candidatos e de ter verificado que o que os leva a responderem ao anúncio é o dinheiro ou algum outro motivo egoísta, decide dar a oportunidade a Driss, um jovem que esteve na prisão e que necessita de três recusas para poder receber o subsídio de desemprego.
Como na vida real as coisas nem sempre são tão fáceis e unilaterais como parecem, estes dois homens, diferentes em tudo, aprendem muito um com o outro, têm que adaptar-se aos defeitos e mundividências um do outro, a conviver, a completarem-se, a lidar com as suas personalidades e solucionar os seus problemas e conflitos.
Eszte filme, uma verdadeira obra de arte, reivindica os direitos dos gravemente doentes a terem uma vida normal, com os seus gostos, amizades, interesses, amores, com uma perspectiva diferente de olhar para o mundo, direitos a serem integrados na sociedade sem serem considerados vítimas e sem se aproveitarem das suas limitações físicas. Ao mesmo tempo levanta-se a questão dos marginalizados e da sua inclusaõ social sem olhar para eles com desprezo ou receio.
Philippe tem preferência pela música clássica, pelas obras de arte de autores conceituados, pela poesia francesa tem um vocabulário rico e gostos sofisticados, Driss por sua vez gosta de música de discoteca, não teve muito acesso à cultura, porém reconhece as melodias dos compositores clássicos pela sua presença nos anúncios publicitários, desenhos animados.
Entre eles com  tempo cria-se uma forte e sincera relação de amizade, baseada na confiança, na partilha de segredos e experiências, que os leva a conhecerem-se melhor e a descobrirem sempre novas capacidades dentro de si.
Nos assuntos que dizem respeito ao amor, Philippe é mais platónico, poético e romântico, tal vez por ter medo de ser rejeitado devido às suas limitações físicas. Driss, porém parece ser mais pragmático e não demora muito tempo em debruçar-se sobre as questões estreitamente ligadas ao erotismo e ao contacto mais íntimo.
À primeira vista completamente diferentes, estes dois amigos aprendem a aceitar-se e respeitar-se tal como são e sem tentar mudar forçosamente o outro. 
Após muito tempo partilhado e muitos episódios de felicidade que deram um ao outro, cada um deles tem que seguir o seu próprio caminho, Philippe ao lado da mulher que o ama e Driss no seu novo emprego não deixando de ser amigos próximos e sinceros.

Um filme por momentos cheio de humor espontâneo e vivo, aborda os temas sérios (como enfrentar a invalidez, como ultrapassar os problemas do passado), coloca quest\oes dobre a educação, a amizade, os valores, as alegrias e as desilusões que fazem parte da vida e promove a ideia sobre os novos começos e as novas perspectivas.  Despertando a ternura e as emoções profundas, Os Amigos Improváveis é um filme que oferece lições sobre o optimismo e esperança dando muito material para a diversão e reflexão. Com um argumento muito bem conseguido, com as personagens construídas de forma bastante relista e com toda a profundidade psicológica do seu carácter, trata-se também de um filme belo em termos de imagens e da música, e por tudo isto merece a atenção dos espectadores.