Entradas populares

lunes, 22 de octubre de 2012

Aleksa Santic em português

    NE VJERUJ...
  Aleksa Santic

           Ne vjeruj u moje stihove i rime
           Kad ti kazu, draga, da te silno volim,
           U trenutku svakom da se za te molim
           I da ti u stabla urezujem ime -


           Ne vjeruj! No kasno kad se mjesec javi
           I prelije srmom vrh modrijeh krsa
           Tamo, gdje u grmu proljece leprsa
           I gdje slatko spava nas jorgovan plavi,


           Dodji, cekacu te! U casima tijem,
           Kad na grudi moje priljubis se cvrsce,
           Osjetis li, draga, da mi t'jelo drsce,
           I da silno gorim ognjevima svijem,


           Tada vjeruj meni, i ne pitaj vise!
           Jer istinska ljubav za rijeci ne zna,
           Ona samo plamti, silna, neoprezna
           Niti mari, draga, da stihove pise.




Não acredites…  Aleksa Santic

Não acredites nos meus versos e rimas
Dizendo-te, querida, que com veemência te amo
 Que em todo momento eu rezo por ti
E que nos troncos das árvores o teu nome gravo

Não acredites! Mas tarde, quando a lua aparecer
E cubrir de prata o topo das rochas purpúreas
Ali onde no arbusto paira a Primavera
E  o nosso jacinto azul docemente adormece.

Vem, esperar-te-ei! Nesses momentos
Quando  com mais força te apoiares no meu peito
Se sentires, querida, que o meu corpo está tremendo
E que em todos os fogos estou ardendo

Então em mim acredita e não preguntes mais
Porque o amor verdadeiro  palavras desconhece
Ele apenas arde, descuidado, veemente
Nem se importa, querida por escrever poemas.
Tradução:
Anamarija Marinovic