Entradas populares

martes, 11 de junio de 2013

as grandes esperanças

BEM-VINDOS AO APAIXONANTE MUNDO DE LETRAS PRECIOSAS E IMAGENS ENCANTADORAS, SEJAM LEITORES, OBSERVADORES, CRÍTICOS E PALAVRÓFILOS, LEIAM, LEIAM, LEIAM. MESMO QUE UM PROVÉRBIO POPULAR SÉRVIO DIGA QUE "A CABEÇA É MAIS VELHA QUE O LIVRO", ISTO É QUE O PENSAMENTO É MAIS ANTIGO QUE A ESCRITA, LEIAM, ISSO AGUÇA O ESPÍRITO, ENRIQUECE O VOCABULÁRIO E A ALMA, DESPERTA A CURIOSIDADE E FAZ VOS PALAVRÓFILOS CURIOSOS TAMBÉM...

Filme: As Grandes Esperanças

Género: Drama

Duração: 128 min.

Realização: Mike Newell

Com: Helena Bonham Carter, Ralph Fines, Jason Flemyng, Jeremy Irwine


Baseada na célebre obra de Charles Dickens, esta é a mais recente adaptação cinematográfica que novamente levanta as sempre actuais questões da gratidão, ingratidão, ambições, humildade, amizade, amor e sacrifício, o direito de se perseguir um sonho e o preço que cada indivíduo tem que pagar para atingir o seu objectivo. Quando Pip fica sem mãe, a sua irmã mais velha, casada com um ferreiro, acolhe-o. Frustrada e amargada com a vida que leva, a pobreza e as suas crises nervosas, ela maltratra o menino, enquanto o seu marido o protege e é muito amigo. Um dia, depois de ter levado uma empada de porco e aguardente ao estranho prisioneiro que encontra no cemitério, Pip começa a sentir mudanças na sua vida. Foi convidado para casa de uma mulher de comportamentos não muito aceitáveis para diverti-la e nessa casa lúgubre, sombria e cheia de mistérios conhece Stella, uma menina bonita mas altiva, por quem se apaixona e que vai ser a razão de ele desejar abandonar o ofício de ferreiro para se tornar num cavalheiro de alta sociedade londrina. No seu percurso irá aprender a lidar com desilusões, a descobrir quem são os seus amigos, quem o ama e quem deseja apenas aproveitar-se do seu novo estatuto social-. Cresce e amadurece, mas também enfrenta grandes provas e tentações, por momentos esquece a sua origem humilde, humilha o ferreiro Joe nos restaurantes sofisticados de Londres, para depois de uma série de perdas e reviravoltas, Pip consegue atingir o seu sonho, de ser um verdadeiro “gentleman” e recordar todo o bem que os outros lhe fizeram, regressando à casa onde passou a infância e confirmando que foi ali onde aprendeu os maiores valores que o guiaram ao longo da vida: a honestidade, a modéstia, o amor pelos próximos, a gratidão e a persistência.

As personagem do prisioneiro misterioso, capaz de sacrificar a sua liberdade na Austrália para ver o “seu menino” feliz e a do ferreiro Joe, que o criou com muito amor e devoção são muito bem construídas, representando os exemplos de abnegação e gratidão, enquanto no próprio Pip há oscilações, muito realistas nas situações em que uma pessoa bruscamente se torna no que não tinha sido nunca antes. Estes momentos de ambição e ingratidão para ele foram formas de fortalecer a sua personalidade, de purificar o que é menos bom no seu carácter e de se mostrar digno não apenas do seu novo estatuto social como de amor e do bem que os seus protectores lhe fizeram. Stella, por sua vez é a personificação de altivez de uma menina criada para ser dama, fria, calculada, um pouco arrogante também, sem saber que ela na realidade é a filha ilegítima do prisioneiro misterioso que ajuda Pip e uma assassina. Nela também é visível a gratidão pela senhora que a criou e que ela considera como mãe, embora com todos os outros se porte de uma forma distanciada e um pouco depreciativa também. Ainda que diga que o seu amor por Pip foi o que a transformou profundamente, está disposta de o magoar muitas vezes e de o humilhar em público para realizar a sua relação com um nobre.

Esta é uma obra muito bem realizada e com a excelente actuação dos protagonistas, um filme que provoca fortes emoções e que convida para a reflexão sobre temas eternos, e sem dúvida há que recomendá-la.